top of page
  • Foto do escritorMagda Cruz

Crónica. "Crónica de uma feira anunciada - versão longa só para patronos"


Da mesma forma que os papagaios verdes teimaram em cirandar a Feira do Livro de Lisboa, eu também fui e voltei ao recinto várias vezes durante as duas semanas que a feira esteve de pé. Se não me engano nas contas, fui oito dias ao Parque Eduardo VII entre compras para mim e para amigos.


Se me obrigassem a fazer um pódio de livros que já valeram a pena comprar daria o ouro a “Com Borges”, de Alberto Manguel, um livro que queria desde que saiu em junho do ano passado, mas não comprei porque tinha muitos livros de Manguel por ler. O livro conta a relação deste bibliófilo com o autor argentino Jorge Luís Borges, autor de “Ficções” e “O Aleph”, que ao ficar cego pediu a várias pessoas (incluindo Manguel) que lhe lessem. Comprei este livro na minha primeira ida à feira e li no próprio dia.



1 visualização0 comentário
bottom of page